quarta-feira, 28 de julho de 2010

Um punhado de framboesas II

Foto / Picture: O deck  
Ouvindo / Listening: Concierto de Aranjuez (John Williams) - Spanish Guitar


Coisa de interior. Quando pagávamos as coletadas framboesas duas senhoras não resistiram em perguntar se eu era de fora e entre risadas confirmamos a dúvida, "aqui, todo mundo se conhece". Não cheguei a comentar o fato de que as pessoas aqui não falam inglês, apenas francês, o que aumentava o charme da coisa toda.

Próxima parada: Lac de Six (ou Lago dos Seis). Depois de mais alguns minutos de carro em uma estrada de barro paramos em lugar nenhum. Pegamos o cooler, as mochilas e "Vamos andar!", a propósito, mais do que eu imaginava. Entramos no meio do mato, subimos, descemos, subimos, descemos. Na minha cabeça corria a leve sensação de que não havia um caminho certo, apenas um destino, o lago. Depois de uns 10 min. de andada nos deparamos com uma mesa de madeira, com acentos, um belo deck e alguma coisa mais a frente escondida pelas plantas. 

Definitivamente um cartão postal. Podia-se ver apenas duas das 6 pequenas ilhas que dão nome ao lago. Podia-se ver também algumas casas escondidas no meio da floresta, daquelas com lareiras e vários troncos cortados do lado de fora (que na verdade eu não pude ver). Ficava imaginando um inverno naquele lugar. Enfim. O tempo em Montreal costuma ser bem imprevisto, na mesma semana não é muito difícil você ter tempestades, um sol de 30º e chuva de granizo, mas esse dia foi um presente: Sol forte, céu azul, poucas nuvens e uma brisa pra refrescar.

Nada mais a fazer, nada para se preocupar.


Mais fotos / More Pictures: http://bit.ly/c6iNVB

Nenhum comentário: